A empresa afirmou que está tomando providências para evitar os problemas enfrentados no lançamento do portátil 3DS.

A Nintendo  informou nesta sexta-feira (28/10) que o novo console da empresa, o Wii U, começará a ser vendido no próximo ano fiscal (período que tem início em abril).

E a companhia vai tentar evitar os problemas que enfrentou com o lançamento do Nindtendo 3DS. “Com base nas experiências amargas que enfrentamos com o 3DS, estamos nos mobilizando para que o Wii U não tropece no lançamento”, afirmou o presidente da Nintendo, Satoru Iwata. O equipamento chegou com preço alto e com poucos jogos.

A versão final do console será apresentada na feira de games E3, que acontece em junho em Los Angeles. Isso sugere que a empresa vai começar a vender o aparelho a tempo de aproveitar as vendas de final de ano.

O Wii U tem um conceito bem diferente do modelo atual. Ele traz um gamepad parecido com um tablet pequeno, que tem conexão sem fio, joysticks e botões que precisam ser controlados com os dois polegares. O controle/tablet pode ser usado juntamente com o console para jogar os games na TV, ou de forma independente na tela do dispositivo.

Iwata também falou sobre os resultados da Nintendo, divulgados ontem, referentes à primeira metade do ano fiscal, que terminou em setembro. A empresa reduziu suas previsões para o ano fiscal e agora espera uma perda de 20 bilhões  de ienes (US$ 263 milhões), depois de dizer três meses atrás que poderia lucrar este ano 20 bilhões de ienes. E em maio a empresa havia previsto um lucro líquido de 110 bilhões de ienes.

O presidente afirmou que em parte a perda aconteceu devido aos grandes cortes no preço no 3DS, que a empresa fez menos de seis meses após o seu lançamento. Entretanto, a empresa espera uma temporada forte de férias, com base no grande número de jogos para o dispositivo de mão que serão lançados nos próximos meses.

wiiu_chamada-300px.jpg

Wii U: controle em estilo tablet

Fonte: IDGNow

No responses yet

Deixe uma resposta