Vídeo enviado pela própria Google – supostamente por engano – revela as modificações que o serviço terá. Sua identidade será parecida com a do Google+.

A Google exibiu, supostamente por acidente, uma prévia da interface que o Gmail ganhará em breve. Analistas sugerem que as mudanças fazem parte de seu plano de integrar mais seus serviços, principalmente com Google+, sua rede social.

Na última quinta-feira (20/10) a companhia postou um vídeo no YouTube no qual apresentava o redesenho e os novos recursos a serem incorporados. Embora a mídia tenha sido retirada momentos depois, o tempo foi suficiente para que usuários a copiassem e a reenviassem ao portal.

“Temos trabalho duro para dar uma nova cara ao Gmail”, afirma Jason Cornwell, designer da empresa, no vídeo. “Redesenhamos completamente a interface de modo a torná-la o mais limpa, simples e intuitiva possível”. O principal acréscimo é a possibilidade de customizar detalhes do serviço, como o tamanho das janelas de conversa e filtros para a busca interna.

A gigante, porém, não revelou quando as alterações aparecerão. “Ops, não era para vocês terem visto isso”, respondeu Andrea Freund, porta-voz da companhia, à Computerworld americana. “Fiquem ligados. Daremos mais informações em breve”.

Google+
Esta semana, o vice-presidente de engenharia da companhia, Vic Gundotra, declarou que o Google+ em breve será integrado ao Apps, sua suíte de escritório na nuvem. No começo do mês, o CEO Larry Page chegou a dizer que a rede social transformaria toda a empresa.

Zeus Kerravala, principal analista da ZK Resarch, acredita que o plano final da gigante é integrar o Google+ ao Gmail. “Com o Facebook, é comum entrar no portal, ficar um tempo e sair. Caso a Google conclua a integração, é possível que as pessoas fiquem o dia inteiro na plataforma, pois poderão trabalhar a partir dela também”, afirmou.

O especialista da Technology Business Research vai na mesma direção, e diz que padronizar a interface de todos os serviços é uma medida inteligente. “Uma aparência consistente é essencial à marca”, observou. “Os usuários devem saber que estão nos domínios da Google, mesmo quando alguém distante da tela olhá-la de relance. Provavelmente, o Google+ foi quem inaugurou a nova cara que a empresa quer ter”. (Sharon Gaudin)

Fonte: IDGNow

 

No responses yet

Deixe uma resposta