A queda de 5,3% para 3,9% nas previsões de gastos deve-se, principalmente, aos problemas vividos por países europeus.

Durante este ano, os gastos mundiais com tecnologia somarão 3,35 trilhões de dólares, o que representa um incremento de 3,9% em relação a 2009. A previsão, divulgada pelo Gartner nesta quinta-feira (1/7) difere das projeções anunciadas pela mesma consultoria no início de 2010, quando ela previa um incremento de 5,3% no mercado global de TI.

Sobre os motivos que levaram o Gartner a reduzir as projeções, no comunicado oficial, o vice-presidente de pesquisas da consultoria Richard Gordon aponta que a atual crise na Europa, gerada pela dívida pública de diversos países, deve ser a grande responsável pela desaceleração nos investimentos mundiais em TI.

“Nosso mais recente relatório de gastos com TI reflete o fato de que a economia global está estável, mas vulnerável a choques em regiões-chave e indústrias”, justifica Gordon.

Do lado específico das corporações, ele argumenta que o fato das empresas estarem buscando formas de crescer tende a fazer com que os CFOs (principais executivos de finanças) estejam mais dispostos a investir mais em tecnologia da informação. “No entanto, os aumentos nos orçamentos ainda são marginais e estão restritos a gastos essenciais”, complementa.

Crescimento de PCs

Quanto aos segmentos que impulsionarão os números da indústria de TI em 2010, o maior crescimento, de 9,1%, virá da demanda mundial por computadores, prevê o Gartner. A consultoria estima que esse segmento movimente 365 bilhões de dólares neste ano, graças ao aquecimento das vendas de PCs para usuários finais e da renovação do parque instalado das empresas.

Por outro lado, o setor de telecom aparece como o responsável pela maior parcela de receitas movimentadas globalmente neste ano, somando projeções de 1,97 trilhão de dólares, o que representa um incremento de 3,4% na comparação com 2009. Em segundo lugar aparecem os serviços de TI, que movimentarão 786 milhões de dólares – 5,3% a mais do que no ano anterior.

Já a indústria de software somará receitas de 229 milhões de dólares, 3,1% acima dos 222 milhões de dólares movimentados em 2009.

Fonte: CIO.com.br / Computer World

No responses yet

Deixe uma resposta